quarta-feira, 22 de abril de 2009

Crise Climática na Terra

Durante o dia de hoje, “Dia Mundial da Terra”, não posso deixar de chamar à atenção para o impacto que as acções humanas têm tido no clima do nosso planeta.


Assim, proponho que veja a seguinte conferência sobre a crise climática que afecta a Terra e, em consequência, todos os seus habitantes:


Al Gore's new thinking on the climate crisis

Dia Mundial da Terra

Comemora-se neste dia 22 de Abril o dia mundial da Terra. Qual o seu futuro? O que fizemos deste planeta? Somos uma pequena peça tão inteligente deste Universo e não temos sido capazes de preservar esta nossa casa.

Não nos podemos esquecer do que disse o Chefe Índio: "Vocês morrerão afogados nos vossos próprios resíduos."

Aqui vai o endereço para relembrarem na íntegra, e contextualizada, a sempre actual
Carta da Natureza do Chefe Seattle escrita ao grande Chefe Branco Washington.

Uma outra maneira de celebrar este dia, é ouvir com atenção esta CARTA DA MÃE NATUREZA, da autoria do rapper português Tranquilo e de Vasco Viana, difundida já por inúmeros blogues, sítios de vídeos, e, principalmente, no YouTube.

http://vimeo.com/3440165

segunda-feira, 20 de abril de 2009

A Matemática e as conchas


"Muitos aspectos do crescimento de animais e plantas, apesar de, pelas suas formas elaboradas, parecerem governados por regras muito complexas, podem ser descritos por leis matemáticas muito simples. Um exemplo claro disso são as conchas e os búzios marinhos, como aqui mostraremos. Consegue-se, com um modelo muito simples, descrever em geral facilmente qualquer um dos muitos tipos de conchas que se podem encontrar classificados numa boa enciclopédia de conchas.
O facto do animal, que vive na extremidade aberta da concha, segregar e depositar o material novo sempre nessa extremidade, e mais rapidamente num lado que no outro, faz com que a concha cresça em espiral. O ritmo de segregação do material novo em diferentes pontos da concha, presume-se que seja determinado pela anatomia do animal. Surpreendentemente, mesmo variações muito pequenas nesses ritmos podem ter efeitos tremendos na forma final da concha, o que está na origem da existência de muitos tipos diferentes de conchas."



Crescimento de uma concha helicoidal.
(Clique na imagem para aceder ao citado trabalho)


Estas palavras são retiradas de um sítio WWW do Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, no qual um dos seus professores e investigadores, o Professor Jorge Picado, apresenta, mediante modelos matemáticos, o crescimento das conchas e dos cornos de alguns animais. Este trabalho científico, em inglês e português, foi publicado, em versão digital, pela Mathematical Association of America.





Hipertensão arterial - Silenciosa e Perigosa

A hipertensão arterial, um dos problemas de saúde que mais afecta os portugueses, é o principal factor de risco responsável pela maioria dos acidentes cardiovasculares e enfartes de miocárdio.

A tensão arterial é a pressão exercida pelo sangue nas paredes das artérias, permitindo que este chegue a todo o organismo. Ao contrair, o coração envia o sangue para as artérias gerando uma pressão máxima, a que chamamos sistólica. Quando o coração relaxa obtém-se a pressão mínima, denominada diastólica. A tensão é dada em milímetros de mercúrio (mmHg) e considera-se hipertensão a partir de 140/90 mmHg.

Alguns dos principais factores de risco da hipertensão são:

- Comportamentais – ligados ao consumo de álcool e/ou tabaco, a uma alimentação rica em gorduras e sal e ao sedentarismo;

- Obesidade – o risco de uma pessoa obesa sofrer de hipertensão é 6,5 vezes superior ao de uma pessoa com peso normal;

- Colesterol elevado – deposita-se nas paredes dos vasos provocando a aterosclerose, induzindo o aumento do esforço cardíaco;

- Género – atinge mais os homens que as mulheres;

- Idade – a tensão arterial tem tendência a aumentar à medida que a idade avança;

- Genéticos – pensa-se que a hipertensão possa estar ligada a factores hereditários;

- Doenças específicas – podem gerar hipertensão como efeito colateral.

Quanto maior for o número de factores de risco acumulados, maior será a probabilidade de sofrer de hipertensão arterial e, em consequência, de acidentes cardiovasculares.

Entre as categorias de medicamentos utilizados para combater a hipertensão arterial, encontram-se os diuréticos (contribuem para a eliminação de sais minerais e água através da urina, reduzindo o volume do sangue), betabloqueadores (reduzem a contracção dos vasos), antagonistas de cálcio (relaxam os músculos dos vasos), inibidores da angiotensina (bloqueiam a formação de angiotensina, responsável pela contracção dos vasos), antagonistas dos receptores de angiotensina (inibem a actuação da angiotensina).

Geralmente, a tensão alta é assintomática podendo passar despercebida. No entanto, pode causar dores de cabeça, tonturas, cansaço, palpitações, etc.. É, portanto, imprescindível medir a tensão arterial regularmente e ter uma vida saudável como medida preventiva.

O agrupamento de Biologia e Geologia da ESJD preocupa-se com esta temática, pelo que, durante os “Dias da Saúde”, poderá dirigir-se à sala 45 para que, entre outros indicadores de saúde, lhe seja medida a tensão arterial.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

17 de Abril - Dia Mundial da Hemofilia

Desde há 20 anos que se comemora este dia com o objectivo de sensibilizar a população para a problemática da hemofilia, doença rara e crónica associada a distúrbios hemorrágicos, que afecta cerca de 400 mil indivíduos em todo o mundo. Em Portugal estão registados 709 nos ficheiros da Associação Portuguesa dos Hemofílicos, julgando-se, no entanto, que o número real se aproxime do milhar.
Esta doença surge, habitualmente, associada à realeza europeia, na medida em que a rainha Vitória, através de algumas filhas, transmitiu a alteração genética que se manifestou em indivíduos do sexo masculino de várias casas reais europeias, nomeadamente da Alemanha, Espanha e Rússia. Nesta última afectou o filho do último czar e a influência que um tristemente célebre Rapustine teria tido sobre uma mãe angustiada, a czarina Alexandra, com a doença do herdeiro imperial, não terá deixado de contribuir para a degradação do ambiente sócio-político que desembocou na revolução russa de 1917.
Doença genética ligada a genes recessivos localizados no cromossoma X é transmitida por mulheres portadoras da alteração genética afectando quase exclusivamente indivíduos do sexo masculino. Pensa-se que estes genes, quando em homozigotia, comportam-se como alelos letais, provocando a morte dos embriões, daí a fraca probabilidade de existirem mulheres hemofílicas.
A mutação que afecta genes codificadores de proteínas designadas de factores de coagulação existentes no sangue é responsável pela sua redução drástica ou mesmo ausência e manifesta-se no aparecimento de distúrbios hemorrágicos, isto é, na dificuldade em estancar as hemorragias, de que as internas assumem a maior gravidade. A forma de hemofilia mais frequente, a hemofilia A, está associada à grande carência ou mesmo falta do factor VIII, enquanto a hemofilia B resulta da ausência ou menor produção do factor IX.
As hemorragias ocorrem frequentemente ao nível das articulações e dos músculos, provocando nestes graves lesões e, não havendo um tratamento adequado durante a fase de crescimento da criança, poderão desencadear no adulto incapacidades físicas irreversíveis.
Até tempos recentes as hemorragias graves levavam, frequentemente, à morte prematura dos homens hemofílicos. Esse quadro alterou-se radicalmente com a possibilidade de ministrar aos hemofílicos, através de uma injecção intravenosa, os factores em falta produzidos a partir do plasma humano ou biotecnologicamente, utilizando a tecnologia do DNA recombinante. A Organização Mundial de Saúde recomenda que os factores de coagulação sejam ministrados de forma preventiva e não apenas quando correm os momentos hemorrágicos.
A ginástica e actividades físicas como a natação facultadoras do fortalecimento dos músculos e uma boa higiene oral que impeça o aparecimento de cáries dentárias, são cuidados essenciais para um crescimento saudável da criança hemofílica.
Alguns médicos têm observado que um número significativo de hemofílicos desenvolvem anticorpos aos factores de coagulação ministrados o que tem obrigado a um tratamento de imunotolerância.
Cabe às autoridades competentes assegurar, através de tratamentos seguros e eficazes, que os hemofílicos possam auferir da esperança e qualidade de vida a que têm direito.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Teias de Aranha

É admirável a geometria com que é construída uma teia de aranha.
Lembrem-se antes de destruir a próxima...

Espreitem em:

http://www.espace-sciences.org/science/images/images-maj/Perso/spiderweb/index_spider.html

terça-feira, 7 de abril de 2009

Dia Mundial da Saúde

Hoje, 7 de Abril, assinala-se o Dia Mundial da Saúde. Estando as actividades lectivas interrompidas não nos é possível a promoção de qualquer actividade que não deixe passar em branco a efeméride. Face às circunstâncias, tal será feito nos chamados Dias da Saúde a decorrer em 20 e 21 de Abril, conforme consta do plano anual de actividades do agrupamento de Biologia e Geologia. Oportunamente será divulgado o calendário de actividades de um modo mais preciso, devendo incluir palestras sobre higiene oral, depressão na adolescência e prestação de primeiros socorros, determinação da glicemia, da colesterolemia e do índice de massa corporal, medição da pressão arterial, apresentação de trabalhos sobre a temática da saúde, entre outras actividades, envolvendo a colaboração de várias entidades da comunidade.
Nunca é de mais relembrar que uma alimentação equilibrada com refeições diversificadas, de acordo com a idade, sexo, actividade e clima, e, ainda, a prática de exercício físico ajustado às características de cada um, constituem receita básica para a manutenção da saúde. Se pela boca morre o peixe, o sal, o açúcar, as gorduras e o álcool, quando ingeridos em quantidades excessivas, constituem-se, quais quatro cavaleiros do Apocalipse, nos piores venenos para o organismo.
A propósito de prevenção, a Associação de Farmácias de Portugal irá promover, entre 6 e 9 de Abril, através de algumas das suas farmácias associadas, ao rastreio da biabetes, doenças cardiovasculares, obesidade e Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), quatro das patologias com maior prevalência em Portugal.

O sub-coordenador do agrupamento de Biologia e Geologia
Fernando Ribeiro

segunda-feira, 6 de abril de 2009

TV CIÊNCIA on-line

Uma agradável descoberta: a TV Ciência on-line. Este sítio, dedicado exclusivamente à Ciência, é propriedade do Instituto de Investigação Científica Tropical e o seu director é Manuel António Silva.
Para além de permitir acompanhar os seus serviços informativos em directo, a página, muito bem organizada, conduz o utilizador a uma iconoteca, a uma cartoteca, bem como a documentários, vídeos, entrevistas, enfim a um conjunto de material ao serviço da divulgação científica. No nosso caso, é material que obviamente pode ser usado para as aulas e para enriquecimento das pesquisas dos nossos alunos.
O viajante pode ainda assinar uma newsletter diária, que levará ao seu correio electrónico uma síntese das principais notícias do mundo da Ciência. Recomenda-se vivamente a sua consulta.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Programa de Conservação Ex-Situ do Lince Ibérico


O Parque de Doñana possui um dos programas mais promissores no que concerne à recuperação e conservação em cativeiro de uma espécie em perigo de extinção, o Lince Ibérico. Esta recuperação consiste em proporcionar um número suficiente de animais sãos para ajudar a restabelecer a espécie na natureza.

Nasceram os primeiros linces desta nova temporada. A Saliega deu à luz pelo quinto ano consecutivo, o que representa um sucesso no Centro de Reprodução.

Para os mais curiosos (e acredito que vão ser muitos pois os bichinhos são tão lindos), espreitem o site do Programa de Conservação Ex-Situ (em cativeiro). Deixo uma foto para aguçar a vossa curiosidade!