quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Três Novas Espécies de Anfíbios

Um grupo de cientistas descobriu no Oeste da Colômbia três novas espécies de anfíbios.
Entre estas descobertas encontra-se uma rã e dois sapos.
A rã, do género Silverstoneia, pertence a um grupo de rãs que produzem toxinas na pele e que já forneceram muitos químicos úteis para utilização humana.Vive junto aos cursos de água e tem cores vivas, nomeadamente nas patas traseiras, que são de um vermelho intenso. Os dois sapos são de bico, sendo que um deles apresenta nariz comprido e tem por hábito esconder-se debaixo de folhas secas.
As três espécies foram encontradas durante o dia quando demonstraram ser mais activas - comportamento incomum para a maioria dos anfíbios.

Fonte

Os alunos do 10ºA: Sara Soares, Sebastião Bergman.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Sistema solar que parece um jogo de snooker

Encontramos no jornal SOL uma curiosidade bastante intrigante! Descobriu-se um sistema solar que tem a forma de um jogo de Snoker. Contém uma espécie de bola vermelha, duas coloridas e uma branca.
Este sistema solar encontra-se a cerca de 2 mil anos-luz da terra. Tem como nome: "NN Serpentis" e “é um sistema estelar binário de que fazem parte duas estrelas, uma anã vermelha - estrela pequena com temperatura superficial baixa e a mais fraca luminosidade de todas as estrelas da sequência principal - e uma anã branca - que nasce a partir da morte de uma estrela que tenha entre 0,8 e 8 vezes a massa do Sol. Estas estrelas anãs orbitam uma à volta da outra numa órbita incrivelmente próxima e apertada.”
A Terra localiza-se no mesmo plano que este sistema binário e, portanto, os astrónomos conseguem ver a anã vermelha provocar o eclipse da anã branca a cada três horas e sete minutos. “Os astrónomos utilizam estes incrivelmente frequentes eclipses para localizar
um padrão de pequenas mas significativas irregularidades na órbita das estrelas
e que permitiram demonstrar que esse padrão se deve à presença e influência
gravitacional de dois planetas”
Assim, para Tom Marsh, professor de Física da Universidade de Warwick, se
este sistema segue os padrões que vemos no nosso Sistema Solar relativamente
aos planetas de gás com cores dominantes de amarelo e azul, «então é difícil
escapar à imagem deste sistema como sendo um jogo de snooker enorme, com uma
bola vermelha, duas coloridas e uma branca».

Fonte

Os alunos do 10ºA: Afonso Ventura; António Figueiredo; Hugo Freire; Pedro Teixeira.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Planeta - Cometa

Astrónomos fazem novas descobertas sobre planeta com cauda de cometa!

Alguns astrónomos fizeram novas descobertas sobre um objecto que pode ser chamado de "planeta-cometa". O gigante gasoso, baptizado de HD 209458b, tem uma órbita que passa tão perto da sua estrela que a sua atmosfera aquece e é projectada pelo espaço, formando uma espécie de cauda.
O planeta está a 153 anos-luz da Terra e pesa um pouco menos que Júpiter, mas está 100 vezes mais perto da sua estrela que o gigante do nosso Sistema Solar. O seu movimento de translação ocorre em apenas 3,5 dias - para se ter uma ideia, a órbita completa de Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, ocorre em 88 dias.
O HD 209458b é um dos planetas fora do Sistema Solar mais estudados, pois é dos poucos que podem ser vistos passando em frente à sua estrela, numa posição que facilita a sua análise.
Os astrónomos conseguiram medir o gás que é expelido pelo planeta e descobriram que nem todo o material escapa com a mesma velocidade. Embora o planeta seja praticamente "derretido" pela sua estrela, os cientistas afirmam que o HD 209458b ainda levará muitos anos para se evaporar.

Fonte: aqui

Os alunos do 10ºA: Jéssica Gomes, João correia, Tiago Rio, Pedro Costa, Vera Marreiros